Consagração ao Espírito Santo

Oração ao Espírito Santo.

Oração:

Consagração ao Espírito Santo

Trezena em preparação ao Pentecostes 2020. 31 de Maio .

Hoje, pelas mãos de Maria Santíssima, inteiramente e solenemente me consagro a Vos para sempre, a fim de que sejais meu preceptor, meu diretor e meu mestre.

Peço-Vos humildemente fidelidade a todos os Vossos desejos e inspirações, e entrega completa e amorosa a Vossa divina ação.

Ó Espírito Criador! Vinde, vinde operar minha renovação pela qual ardentemente suspiro; renovação e transformação tal que seja como uma nova criação, toda de graça, de pureza e de amor, com a qual inicieis deveras em mim a vida inteiramente espiritual, celestial, angélica e divina que pede minha vocação cristã.

Espírito de santidade, concedei à minha alma o contato com a vossa pureza, e ela ficará mais branca do que a neve!

Fonte sagrada de inocência, de candura e de virgindade, dai-me a beber de vossa água divina, apagai a sede de pureza que me abrasa, batizando-me com aquele batismo de fogo cujo divino batistério é a vossa divindade, sois Vós mesmo!

Envolvei todo o meu ser com Vossas chamas puríssimas. Destruí, devorai, consumi nos ardores do puro amor, tudo quanto haja em mim que seja imperfeito, terreno e humano; tudo quanto não seja digno de Vós.

Que Vossa divina unção renove minha Consagração Batismal como templo da Santíssima Trindade e como membro vivo de Jesus Cristo, a Quem, com maior perfeição ainda, que até aqui, ofereço minha alma, corpo, potências e sentidos com tudo quanto sou e tenho.

Feri-me de amor, ó Espírito Santo, com seus toques íntimos e substanciais, para que, à maneira de setas incandescentes, firam e transpassem meu coração, fazendo-me morrer para mim mesmo e para tudo o que não seja Cristo crescendo mais e mais para o Amado.

Trânsito feliz e misterioso que só Vós podeis produzir, ó Espírito divino, ao qual anelo e peço humildemente.

Como um carro de fogo divino, arrebatai-me da Terra ao Céu e de mim mesmo para Deus, fazendo que desde já eu possa morar naquele paraíso que é o seu Coração.

Infundi-me o verdadeiro espírito de minha vocação e as grandes virtudes que exigem e são penhor seguro de santidade: o amor à cruz e à humilhação e o desprezo de tudo quanto é transitório.

Dai-me, sobretudo, uma humildade profundíssima e um santo ódio contra mim mesmo.

Compartilhe
deixe sua mensagem