5ª Semana da Páscoa | Quinta-feira

Primeira Leitura

Primeira Leitura (At 15,7-21)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 7depois de longa discussão, Pedro levantou-se e falou aos apóstolos e anciãos: “Irmãos, vós sabeis que, desde os primeiros dias, Deus me escolheu, do vosso meio, para que os pagãos ouvissem de minha boca a palavra do Evangelho e acreditassem. 8Ora, Deus, que conhece os corações, testemunhou a favor deles, dando-lhes o Espírito Santo como o deu a nós. 9E não fez nenhuma distinção entre nós e eles, purificando o coração deles mediante a fé. 10Então, por que vós agora pondes Deus à prova, querendo impor aos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós mesmos tivemos força para suportar? 11Ao contrário, é pela graça do Senhor Jesus que acreditamos ser salvos, exatamente como eles”.

12Houve então um grande silêncio em toda a assembleia. Depois disso, ouviram Barnabé e Paulo contar todos os sinais e prodígios que Deus havia realizado, por meio deles, entre os pagãos. 13Quando Barnabé e Paulo terminaram de falar, Tiago tomou a palavra e disse: “Irmãos, ouvi-me: 14Simão acaba de nos lembrar como, desde o começo, Deus se dignou tomar homens das nações pagãs para formar um povo dedicado ao seu Nome. 15Isso concorda com as palavras dos profetas, pois está escrito: 16“Depois disso, eu voltarei e reconstruirei a tenda de Davi que havia caído; reconstruirei as ruínas que ficaram e a reerguerei, 17a fim de que o resto dos homens procure o Senhor com todas as nações que foram consagradas ao meu Nome. É o que diz o Senhor, que fez estas coisas, 18conhecidas há muito tempo’.

19Por isso, sou do parecer que devemos parar de importunar os pagãos que se convertem a Deus. 20Vamos somente prescrever que eles evitem o que está contaminado pelos ídolos, as uniões ilegítimas, comer carne de animal sufocado e o uso do sangue. 21Com efeito, desde os tempos antigos, em cada cidade, Moisés tem os seus pregadores, que leem todos os sábados nas sinagogas”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo

Responsório (Sl 95)

— Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações.

— Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome!

— Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do universo seus prodígios!

— Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!” Ele firmou o universo inabalável pois os povos ele julga com justiça.

Segunda Leitura

Evangelho

Evangelho (Jo 15,9-11)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 9“Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. 10Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. 11Eu vos disse isto, para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Santo Do Dia

O santo de hoje viveu o lema “Antes morrer do que pecar”.

Nascido na província de Turim, na Itália, no ano de 1842, provinha de família humilde. Filho de um ferreiro com uma costureira. Domingos desde muito pequeno decidiu seguir os caminhos que o aproximava do Senhor.

Aos sete anos de idade, fez sua Primeira Comunhão, trançando um programa de vida que seguiu escrupulosamente: “Antes morrer do que pecar”. Com doze anos, entrou para o Oratório de São João Bosco – lugar de formação integral – onde seu coração apaixonou-se por Jesus e Nossa Senhora Auxiliadora.

Aos 14 anos, levou um grupo de amigos a viver o próprio ideal, fundando a “Companhia da Imaculada”. Pode-se dizer que sua vida foi um exercício de devoção a Maria. A Companhia fazia crescer o nível de toda a Casa do Oratório e cumpria uma missão intensamente apostólica.

Pequeno na estatura, mas gigante na busca de corresponder ao chamado à santidade, foi um ícone da alegria de ser santo. Um jovem comum, que buscava cumprir os seus deveres e amava a vida de oração.

A primeira biografia de sua vida foi escrita pelo seu mestre, São João Bosco, e destas páginas nasceram muitas vocações, inclusive a do Papa Bento XVI que, com tanta ternura, admirava a Obra da Infância Missionária.

Com a saúde fragilizada, faleceu com apenas 15 anos, no dia 9 de março de 1857. No ano de 1954 foi canonizado por Papa Pio XII. Sua festa é celebrada no dia 6 de maio.

São Domingos Sávio, rogai por nós.

Compartilhe
deixe sua mensagem